Aumente o potencial da sua empresa com o Windows 10 – artigo dois de seis

Scott Pittman, CIO da Dell

Esta é a segunda parte de uma série de seis blogs que narram a migração para o Windows 10 empresarial da Dell. Clique aqui para ler a publicação anterior “Por que é chegada a hora de dar início à implantação do Windows 10?”.

Melhor. Mais rápido. Mais barato.

Essas são as constantes exigências da organização de TI de uma empresa. Forneça a tecnologia mais moderna que nos dará uma margem competitiva o quanto antes e a torne acessível. A TI trabalha arduamente para oferecer inovação, acelerar os negócios e agregar valor. Em se tratando de acelerar o ritmo das operações, um dos nossos maiores desafios é a quantidade considerável de variáveis no ambiente empresarial resultantes de implantações anteriores de sistemas operacionais. Mudanças na configuração, diferentes arquiteturas de plataformas e variações nas versões aumentam o tempo necessário para oferecermos suporte aos nossos clientes.

A padronização total com o Windows 10 em toda a nossa empresa até o final de 2017 é o foco principal da TI da Dell a fim de acelerar os negócios. Estamos na metade do caminho da nossa meta para 2016 e começando a acelerar o plano de migração.

Uma cultura de velocidade

Em minha publicação anterior, falei sobre as razões pelas quais decidimos que é chegada a hora de fazer uma implantação global do Windows 10 em toda a empresa e adotar o novo modelo do Windows como um serviço (WaaS). Um subproduto não comercializado desse novo modelo de serviço que pretendemos explorar em nossa organização é a cultura de velocidade das tecnologias WaaS.

  • Pronto para a empresa. O desenvolvimento do sistema operacional exige maior esforço cooperativo e complexo em uma organização. Felizmente, isso só ocorre periodicamente. O WaaS está mudando essa abordagem. A Microsoft recomenda uma estrutura circular, que permite o teste contínuo antes do lançamento. Isso ajuda as organizações a trabalharem validando e testando aplicativos, atualizações de segurança, novos recursos e atualizações graças à programação mais frequente do WaaS. Resumindo, o build de uma “ramificação atual” é lançado para a validação por equipes de teste durante quatro meses antes de o build ser declarado “pronto para a implantação empresarial”. Os clientes têm em torno de oito meses para colocar o build em produção. Durante esse tempo, novos ciclos de testes já estão a caminho para a próxima versão interativa para as empresas. Ao colocar nossos recursos e equipes em um estado permanente de prontidão, evitamos o aumento dos atrasos e a inércia da organização decorrente do ciclo habitual de atualização a cada dois-três anos.
     

  • Sempre atual. Os antigos métodos de patch para empresas representavam a implantação somente de patches considerados críticos, o que geralmente deixava de lado correções e atualizações de interesse para a continuidade empresarial. A nova estratégia de patch da Microsoft é uma proposta de tudo ou nada. Ao tornar as atualizações cumulativas, a Microsoft padroniza em uma configuração comum a base do sistema operacional que está sendo executado por todos os clientes. Esse modelo é chamado de “sempre atual”. É claro que como todo novo processo, a confiança é construída com o decorrer do tempo. Mas esperamos que o estado de “sempre atual” beneficie a Dell e seus clientes, já que a TI aproveita maior agilidade e cria inovações mais rapidamente.
     

  • Preservar, proteger e melhorar. Com base no plano da Microsoft de fornecer atualizações do Windows 10 duas vezes ao ano, podemos contar com inúmeras configurações da ramificação atual para empresas a qualquer momento em nosso ambiente, de duas formas: atual e futura. Isso não somente reduzirá a triagem e a solução de problemas para a TI, como também aumentará a segurança. O modelo programático de evolução do WaaS também significa que o Windows será atualizado com novos recursos rapidamente, de acordo com os padrões empresariais.  As atualizações de sistema operacional, embora de natureza semelhante aos patches mensais, levam um tempo consideravelmente maior para serem concluídas. Culturalmente, precisaremos nos acostumar com essas instâncias programadas, em que nossos sistemas exigirão tempo de inatividade maior do que o normal para concluir o processo de atualização. No entanto, com base em nossas experiências anteriores do processo de atualização, nós e os clientes podemos esperar ansiosamente essas atualizações e esses novos recursos.

 
Em minha próxima publicação, falarei sobre como preparamos a organização para chegar a este ponto, como ajustamos o escopo do nosso projeto e como pretendemos avançar nas próximas fases de implantação.

Caso tenha interesse em mais informações técnicas do Windows 10, confira esta publicação em Dell4Enterprise. (em inglês)